quarta-feira, 15 de julho de 2009

Aos amigos.

"Hoje eu quero conversar com um amigo pra falar também sobre as coisas bacanas da vida. As miudezas dela. A grandeza dela. A roda-gigante que ela é, mesmo quando a gente vive como se estivesse convencido de que ela é trem-fantasma o tempo inteiro. Um amigo pra falar de coisas sensíveis. Do quanto o ser humano pode ser também bondoso, honesto, afetuoso, divertido e outras belezas. Dos lugares onde nossos olhos já pousaram e daqueles onde pousam agora. Um amigo para conversar horas adentro, com leveza, de coisas muito simples, como a gente já fez mais amiúde e parece ter desaprendido como faz. Um amigo para se conversar com o coração." [ Ana Jácomo ]

Tem tanto tempo que não faço isso, que não tiro uma tarde pra conversar com um amigo. Não por falta de vontade, mas estão todos tão longe agora e eu to sentindo tanta saudade.
De sentar numa tarde dessas pra comer besteiras, bater perna por aí falando da vida, ou sentar numa escada e não ver a hora passar; ficar na porta de casa conversando besteiras esperando alguém; sentar num banquinho de uma praça e esquecer que as pessoas podem está escutando sua conversa; ou numa madrugada depois de ter chorado rios de lágrimas receber um abraço e um pedido de desculpas; passar uma tarde assistindo filme e morrendo de rir com pessoas que você ama; sair, mesmo que seja só pra ir na esquina na companhia de alguém legal; conversar e rir alto durante a aula esqeucendo do professor e dos colegas; passar uma tarde tirando fotos pra guardar o momento; tomar banho de chuva e cantar na rua; cantar na sala de aula nos intervalos da aula de matemática ou na escada na hora de ir pra casa; comer pipoca com brigadeiro e conversar bastante sem perceber o filme passar; e tantas outras coisas que me dão tanta saudade, tanta saudade ! Eu sei que muitas dessas coisas vão se repetir, mas durante essas férias.. por estar tão longe de todo mundo, meu coração apertou tanto. E não são conversas por telefone ou msn que vão diminuir, por que uma tarde com uma pessoa especial não tem preço !
E eu me sinto tão triste por não saber o que se passa com vocês agora, por já ter um tempo que não sei da vida de vocês, que não sei dos medos, dos planos, de como foi o dia, com oq sonharam, o que fizeram ontem e antes de ontem, o que esperam da vida, como andam suas esperanças, sua familia, seu amor, se tem dormido bem, o que tem feito, do que tem medo, se ta feliz ...
E sinto saudade daquela atenção pra me escutar falar dos meus medos, dos meus sentimentos, da minha vida.


9 comentários:

Jéssica disse...

*---*

Tem momentos que suas palavras tocam bem no fundo sabe Bin. E esse foi um desses. Acho que estamos compartilhando da mesma saudade e ela machuca tanto (pelo menos em mim :/).

Eu queria agradecer por tudo que voce ja fez e representou pra mim e dizer tambem que te amo!


minha pequena <3

Taty disse...

_

chorei ._. :~~~~

Engraçado isso, estava com a mesma sensação segunda, mas não quis compartilhar com ninguém. Eu estou perto, mas o sentimento é o mesmo sabe Bin? tenho saudade também das tardes, dos açais, dos almoços, das cantorias, dos momentos juntas q ficaram no passado (e não deveria ter ficado, mesmo que tomamos rumos diferentes).

A nossa relação é diferente, a saudade é menor porque nosso contato é maior, a gente se vê todo dia, se abraça todo dia, nos encontramos a tarde as vezes e frequentamos os mesmos lugares, mas agora estamos envolvidas com outras amigas, outros colegas, outras pessoas e não com aquele nosso grupo de antes, q sentimos tanta falta ;/ .

Queria te dizer que vc é muito especial pra mim e que, pelo menos comigo, nada vai se perder. Já tivemos muitos desentendimentos, mas finalmente a gente se acertou e sei que nada vai abalar novamente :], minha coleguinha haha ;***

te amo ta, Bibia? :D

como vc já sabe, pode contar sempre comigo, com o meu ombro, com o meu apoio, conselho, cuidado, atenção e amizade :D

fica bem ai e volte logo
^^

Karine disse...

Sabee... você faz tantaaa falta toda tarde! :/
Sinto falta dos nossos bons momentos juntas, mas infelizmente, não por que queremos, por mais que não queiramos deixar acontecer... a gente se afastou! E tenta se reaproximar e faz de tudo pra conseguir tornar tudo como era antes... mas não dá! Não é nem a saudade que me doi mais. É esse sentimento de 'tentativas frustradas' sabe? Mas faz parte!
Continuo admirando, querendo o bem e amando cada uma.

Mas logo logo vc chega e vamos comer miojo ao alho e olho! ;D


Te amo deeeeemais!
Toneladas de Saudade!

Ps.: Buchada não é meu prato preferido! Pode ficar tranquila!
uehaiuehaiuheaiuehaiuehaiuehiaueh



:*

Encontro. disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Encontro. disse...

~.

Esses dias eu estava escutando uma música que dizia: “Lembra se puder, se não der esqueça, de algum jeito vai passar...”. E isso ficou na minha cabeça, se não por horas, por dias: Por que momentos e alegrias tão lindas têm que passar? Por que os que podem se lembram e os que se esquecem hoje mal se interessam por nosso sorriso? Por que a vida inteira a gente não carrega a alegria de nada saber ou nada importar uma gargalhada no supermercado, mesmo que todos nos olhem? Por que passa? Apenas para apenas alguns se lembrarem? Lembrarem “de quando a gente chegou uma dia a acreditar que tudo era pra sempre sem saber que o pra sempre, sempre acaba”? Sei lá. Se vocês estão com saudades, sentem-se sozinhas e estão sempre lembrando de nossas manhãs, tardes, noites ou madrugadas, saibam que comigo não é diferente... É tão estranho eu olhar pra uma sala com rostos tão diferentes e não ter nenhuma de vocês, não falar do que eu falava, como eu falava, sentir como eu me sentia, rir como eu ria. É tão estranho saber que há obrigações a serem seguidas, há metas a serem cumpridas e que se a vida não fosse tão cheia de coisas, ela seria tão mais feliz. É estranho pensar que daqui há uns anos estaremos mais preocupados com profissão, mercados, e até com as crises que atingiram os nossos bolsos e não os dos nossos pais. E que tardes, brigadeiros, banhos de chuvas vão se perdendo. Parece tudo tão lógico e previsível, parece que era pra a gente já saber de tudo isso porque acontece isso com todo mundo. E nós, estamos assim agora, como estaremos daqui a 2 anos? – De tão confusa que eu estou esses dias, eu não sou a melhor pessoa pra falar de confusão hoje.
Eu estou morrendo de saudade de vocês. Não de uma tarde apenas que nós nos juntemos e demos risadas como se no outro dia estaremos falando da tarde que se passou, saudade de saber que hora ou outra nós nos veremos, e outra hora de novo, e outra de novo...

Bia, você bem sabe o quanto eu a amo, quero seu bem e te quero minha amiga até que as nossas vidas se acabem. Eu acho que muitos lindos momentos se repetirão sim, acho que riremos muito juntas e nos ajudaremos muito ainda, e apesar de os intervalos entre uma visita e outra aumentarem com o tempo, nada te tira do meu coração.

- Saudades !!
(Polly)

Taty disse...

ai, Polly me emociona :~~~

saudade de todas
:D

Camila disse...

minha nossa Bi!
que coisa mais mais linda!
senti saudade de tudo isso que vc falou, mais o que me marcou mais foi: 'comer pipoca com brigadeiro e conversar bastante sem perceber o filme passar'

nunca vou me esquecer de todos os ótimos momentos que passamos juntas amigas! E aquela saudade boa e a sensação de que esses momentos são inesquecíveis é tão bom! Quero que saibam que eu SEMPRE estarei aqui, e que amo todas vocês!

bjão minha rãnzinha linda!
:*

Brunna ♥ disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Brunna ♥ disse...

fazia algum tempo que não passava por aqui (o que chega a ser uma raridade) e isso me incomodou nesse exato momento. Saber o que anda escrevendo, ou mesmo o que anda sentindo faz com que eu pegue pra mim um pouquinho, nem que seja pra compartilhar, ou pra diminuir, o que de mal as vezes lhe ocorre. Não sorri, chorei, e pensei, pensei muito no que você postou sobre a distância e como a saudade dos amigos é farta, assim quando a gente para pra lembrar deles. Hoje quando saia com minha mãe do nosso antigo colégio, onde às 17:30 fica quase impossível transitar, comentei que tenho estado extremamente saudosista, e não imaginava que sentiria tanto a falta de estar vestida naquele uniforme e com os livros nos braços. O cheiro de lá, o ar, não sei, me traz tantas lembranças, e o engraçado é que em todas elas eu nunca estou sozinha; eu tinha os meus amigos que conquistei lá... vazio me deixa o coração e cheia a mente... estar com cada um deles foi incrivelmente maravilhoso e acho que daria muito mais do que poderia pra reviver tantos momentos que não só ali vivi. eu amo cada uma de uma modo diferente. especialmente amo você pelo que se tornou com a distância, pelo que é hoje como pessoa e como tem sido essencial pra mim.

Estarei sempre 'aqui', mesmo que 'aqui' não seja tão perto daí, ou mude tanto de endereço.

♥ compartilhamos da mesma dor (grande novidade, não é Bi?)

'não sei viver só e sem sonhar, sem fé, sem ter alguém. '